fbpx

Como montar uma confecção de roupas?

Catálogo Virtual para a sua Confecção
Sabia que é fácil ter um catálogo virtual para seus clientes?

Se você tem o objetivo de montar uma confecção de roupas, mas não sabe direito por onde começar, você chegou ao texto certo.

Nós criamos um passo a passo que vai te ajudar a tirar os planos do papel e seguir em frente com o seu projeto.

Leia com atenção e desde já, seja bem-vinda (o) ao mundo dos empreendedores de sucesso.

Tipos de Confecção

Antes de montar uma confecção de roupas, é importante que você saiba que existem alguns modelos de confecção. Os mais comuns são as confecções de marcas próprias e aquelas que trabalham sob encomenda de outras marcas.

Confecção de Marca Própria

Neste modelo de negócio, a confecção deve criar a sua própria marca, sua identidade e suas coleções.

Através de um minucioso processo de pesquisa, é possível identificar qual o público-alvo que a confecção deseja atingir, e a partir dele criar modelagens interessantes para este cliente potencial.

Nesta categoria, a produção das roupas é para revenda. Ou seja, a empresa irá desenvolver uma coleção que será posteriormente vendida para varejistas e atacadistas fazerem a revenda para o cliente final.

Confecção por Encomenda

Em contrapartida, temos as confecções que trabalham terceirizadas por outras marcas, produzindo peças sob encomenda. Neste caso são os clientes que solicitam o trabalho e determinam um prazo para entrega. 

O pedido já vem acompanhado da modelagem, ficha técnica e/ou peça-piloto do modelo. Bem como é função da confecção que trabalha com estas encomendas realizar o encaixe da peça, corte, fechamento e embalagem.

De antemão, é o empreendedor que identifica qual modelo de negócio se encaixa melhor nos seus objetivos e a partir daí se desenvolve um plano de negócio para obter maior sucesso nesta empreitada.

Passo a Passo para montar uma confecção de roupas

Agora que você já conhece os tipos de confecção, vamos às etapas para criar o seu negócio.

Estudo de Mercado

As pesquisas servem para você definir onde deseja atuar, todavia são igualmente importantes para conhecer o mercado, seus concorrentes e seus potenciais clientes.

Mesmo que você acredite no trabalho que você irá entregar, não subestime os resultados de quem já atua na área antes de você.

Se a sua confecção será de marca própria, a pesquisa se faz ainda mais necessária, pois você precisa definir um nicho de mercado.

A escolha do nicho

É bem comum que no início de um negócio, a nossa maior vontade seja estar em todos os mercados. Mas, na prática, isso é impossível.

Logo, a escolha do nicho que você vai atuar é um ponto chave para traçar os demais planos que estão por vir.

Defina, por exemplo, se quer confeccionar roupas para crianças, adolescentes, adultos, terceira idade, peças plus size, entre outras.. Depois, avalie se serão roupas para homem, mulher ou todos os gêneros. 

Em seguida, escolha as peças que você pretende produzir. Essas opções são importantes, inclusive, para que você invista no maquinário adequado e nos profissionais da sua confecção. 

Paciência: o lucro não é imediato

Criar uma empresa exige resiliência e paciência. No início, é inevitável que os investimentos sejam maiores que o lucro. 

Afinal, será necessário comprar tudo o que é essencial para a montagem da sua confecção para que a fabricação possa começar. Só então você terá estoque para ver os primeiros resultados.

Abertura legal da empresa

Simultaneamente a todos os processos anteriores, você deve iniciar o registro legal da empresa, que envolve a abertura de firma, a obtenção de CNPJ e cadastro na prefeitura junto ao setor tributário.

Ao passo que a documentação exigida para abrir uma empresa depende do tipo societário que você escolher. Porém, existem alguns documentos básicos que você sempre terá que apresentar, tais como:

– RG e CPF
– Certidão de casamento (se for o caso) ou certidão de nascimento
– Comprovante de Residência
– Última declaração do Imposto de Renda (IR)

Lojas virtuais e lojas físicas

Lojas virtuais e lojas físicas apresentam necessidades diferentes. Caso a sua opção seja um espaço físico, você precisará encontrar o local ideal e terá a documentação necessária para o alvará de funcionamento.

Por outro lado, caso você opte por um e-commerce, você precisará definir quais serão os seus canais de venda.

Por exemplo, a sua loja virtual vai funcionar em um marketplace ou será hospedada numa plataforma?

Produzir, divulgar e vender

Por fim, temos as etapas mais importantes: produzir, divulgar e vender.

Como empreendedor (a), você deve estar em sintonia com as necessidades do seu público. É preciso atenção às mudanças de estação do ano e às tendências e modelos que surgem a cada momento.

Não se esqueça da divulgação. Hoje em dia, as redes sociais têm se tornado ferramentas importantes para divulgação, relacionamento e vendas. Não menospreze o poder deste canal. 

Crie um catálogo virtual atraente, com fotos de qualidade e descrições completas que chamem a atenção dos clientes. Você pode usá-lo para envio da coleção via Whatsapp, além de deixá-lo disponível para download nas redes sociais e no seu e-commerce.

Em conclusão, tenha foco e siga em frente. Com certeza você terá o destaque que merece no mercado das confecções de roupas.

Comece a vender on-line com o seu catálogo!
Venda mais pelo WhatsApp, Instagram e Facebook de forma organizada.
©2023 - Arara Digital - Sistema On-line de Vendas por Atacado - Grupo Abale 17.265.432/0001-27
Desenvolvido por